Inclusão de pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla

Compartilhe esse post!

Inclusão de pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla no Mercado de Trabalho

Sumário

A inclusão de pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla no mercado de trabalho é urgente e deve ser discutida amplamente. Contudo, infelizmente, ainda há muito desconhecimento acerca do tema.

Portanto, primeiro, vamos à definição do termo. O que é Deficiência Intelectual e Múltipla? 

A Deficiência Intelectual compreende o conjunto de transtornos de desenvolvimento que têm como característica o nível cognitivo e comportamental abaixo do esperado para a idade cronológica da pessoa, o que causa aprendizagem e evolução mais lenta. Exemplos de condições nesse espectro são a Síndrome de Down, Síndrome do X-Frágil, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e outras. Já a Deficiência Múltipla é quando há duas deficiências ou mais simultaneamente, sejam elas intelectuais, físicas ou ambas.

O que diz a lei sobre a inclusão de pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla?

Dados e Lei – De acordo com o Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 46 milhões de brasileiros, cerca de 24% da população, declarou ter algum grau de dificuldade em pelo menos uma das habilidades investigadas (enxergar, ouvir, caminhar ou subir degraus), ou possuir deficiência mental/intelectual. Seguindo orientações internacionais, considerou-se “pessoa com deficiência” os indivíduos que responderam ter pelo menos muita dificuldade em uma ou mais questões.

Apesar da obrigatoriedade prevista em lei e da importância de incluir essa parte da população, o mercado de trabalho formal ainda contrata poucas pessoas com deficiência. Apenas 403.255 estão empregados, menos de 1% das 46 milhões. Assim, se levarmos em consideração somente a participação de pessoas com deficiência intelectual, o número vem aumentando no mercado de trabalho formal. De 25.332 trabalhadores em 2013, passou para 32.144 em 2015, último período de dados disponíveis da Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

 O Estatuto da Pessoa com Deficiência (lei n° 13.146), de 2015, ampliou os direitos das pessoas com deficiência, visando assegurar e garantir a inclusão social e a cidadania na sociedade de pessoas com diferentes tipos de deficiência, inclusive a intelectual e múltipla. Nele, em seu Art. 4º, consta que “toda pessoa com deficiência tem direito à igualdade de oportunidades com as demais pessoas e não sofrerá nenhuma espécie de discriminação”. Além disso, no Capítulo destinado ao Direito do Trabalho, vemos que “a pessoa com deficiência tem direito ao trabalho de sua livre escolha e aceitação, em ambiente acessível e inclusivo, em igualdade de oportunidades com as demais pessoas”.

Adaptações do ambiente corporativo para pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla

Como vimos, pessoas com Deficiência Intelectual podem ter dificuldades para solucionar problemas, compreender ideias mais abstratas, criar vínculos afetivos e, em alguns casos, fazer atividades cotidianas.

Porém, quando o diagnóstico é precoce, ela pode ter o desenvolvimento do seu potencial, aprender novas competências e adquirir o máximo de independência possível em sua rotina.

Quando nos referimos a como incluir as pessoas com Deficiência Intelectual ou Múltipla no mercado de trabalho, estamos falando também em como começar um processo de seleção para uma vaga que seja adequada para esses candidatos. Por isso, a equipe do processo seletivo também deve estar preparada.

Dentre as preocupações que se deve ter nesse momento está a adaptação do processo seletivo como um todo, já que a maneira de avaliar um candidato com Deficiência Intelectual ou Múltipla nem sempre pode ser a mesma de uma seleção que a empresa está acostumada a fazer.

Depois da contratação, é necessário que a empresa adapte o ambiente para cada profissional com Deficiência Intelectual ou Múltipla. Visto que cada indivíduo tem suas limitações e diferenças.

Benefícios para empresas que contratam pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla

Os benefícios de contratar pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla vão além de estar em dia com a legislação. Entre eles, podemos citar:

  • Empresa mais humanizada
  • Mais diversidade, menos preconceito
  • Ambiente mais cooperativo
  • Implantação da acessibilidade
  • A empresa é vista como inclusiva

Confira alguns benefícios com mais detalhes a seguir.

  • Empresa mais humanizada – Pois valoriza o ser humano, acima de tudo.
  • Mais diversidade, menos preconceito – Uma empresa inclusiva contribui para um quadro mais diverso e a aceitação das diferenças entre as pessoas que nela trabalham.
  • Ambiente mais cooperativo – As diferenças de necessidades são bons gatilhos para ampliar o senso de colaboração de todos.
  • Implantação da acessibilidade – Com funcionários com deficiências diversas, é necessário adaptar-se no quesito acessibilidade, seja com relação à comunicação, atitudes ou mesmo arquitetura.  
  • A empresa é vista como inclusiva – Além dos benefícios que essas contratações promovem internamente, há, ainda, o fator de ser uma empresa bem-vista pelo mercado, já que contribui para a inclusão.

Vale lembrar ainda que a inclusão consciente deve ser feita não apenas para cumprir a cota estabelecida por lei, mas sim, para proporcionar uma oportunidade para todos os envolvidos nesse processo.

Você já tinha refletido sobre todas essas questões? Lutar pela inclusão respeitosa de pessoas com deficiência, assim como por ambientes inclusivos para essas pessoas, é um dever de todos. Compartilhe esse blog e ajude a disseminar informações relevantes sobre o assunto!


Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook, LinkedIn e Youtube

Fale Conosco

Diga o que você precisa e nossos especialistas indicarão a melhor solução para a sua empresa.

QUIZ

QUASE LÁ

Insira seu e-mail para começar a receber outros materiais exclusivos!

QUASE LÁ

Insira seu e-mail para começar a receber outros materiais exclusivos!